Seguro DPVAT: coberturas, como acionar e principais dúvidas

O seguro DPVAT está em vigência desde a década de 1970 e é considerado uma importante ferramenta de proteção a todos os brasileiros em caso de acidente de trânsito.

Mesmo depois de mais de 40 anos desde sua criação, o DPVAT ainda gera diversas dúvidas em motoristas, motociclistas e pedestres de todo o país.

Para ajudar a sanar todas as suas dúvidas sobre o tema, criamos um guia completo, com as principais coberturas, formas de acionamento do seguro e dúvidas mais frequentes a respeito desse seguro obrigatório. Confira!

Contrate seu seguro auto na Smove e garanta os melhores preços e atendimento. Preencha este formulário que entraremos em contato com você!

Seguro DPVAT: entenda como funciona

O nome oficial do seguro DPVAT é Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre e, na prática, é exatamente isso que ele faz: indeniza vítimas de acidentes de trânsito.

Motoristas, passageiros ou pedestres que tenham sido vítimas de acidentes que resultaram em morte, invalidez permanente ou gastos médico-hospitalares podem requerer o benefício, sob gerência da Seguradora Líder.

O Estado faz a arrecadação do imposto e repassa as indenizações para as vítimas que têm direito ao benefício. 

O Governo Federal repassa 45% do total ao Ministério da Saúde, outros 5% são destinados ao Ministério das Cidades para prevenção de acidentes e a metade do total arrecadado é reservada para o pagamento de indenizações.

O que é o seguro DPVAT?

Seguro DPVAT o que é
Fonte: Pixabay

O DPVAT é um dos muitos tipos de seguros de carro. No entanto, diferentemente das apólices tradicionais, contratadas à parte, trata-se de um seguro obrigatório.

Isso quer dizer que seu pagamento está incluído nos impostos que todo proprietário deve pagar no começo do ano para manter a documentação do veículo em dia, junto ao IPVA e à taxa de licenciamento, por exemplo.

Assim, o seguro deve indenizar a todos os motoristas, passageiros e pedestres que tenham sido vítimas de acidentes de trânsito que culminaram em morte, invalidez permanente ou despesas com médicos e hospitais.

Para que serve o seguro DPVAT?

O DPVAT serve, na prática, para custear danos pessoais gerados por acidentes de trânsito, amparando todos os cidadãos brasileiros, independentemente de quem foi o culpado pelo acidente.

O seguro surgiu para amparar as classes menos favorecidas economicamente, já que apenas cerca de 22% da frota nacional tem algum tipo de seguro.

Contrate o seu seguro auto pelo melhor preço do mercado!

O seguro obrigatório não é o suficiente para proteger o seu veículo de sinistros não relacionados à colisões ou atropelamentos, por exemplo.

Ou seja, se o seu carro for roubado ou furtado, pegar fogo ou sofrer danos por fenômenos naturais, como enchentes, por exemplo, você não poderá acionar o DPVAT, mesmo que haja vítimas.

Para proteger o seu investimento, o ideal é contratar um seguro auto de qualidade e confiança. A boa notícia é que a Smove pode te ajudar a encontrar o melhor plano, com o melhor preço, na comodidade da sua casa!

Visite o nosso site e faça uma cotação de seguro auto barato agora mesmo!

Nossos profissionais são especializados em soluções de seguro automotivo e vão te apresentar propostas personalizadas, de acordo com o seu perfil de motorista e seus hábitos de direção.

O seguro DPVAT é obrigatório?

Mesmo se você tiver contratado o mais completo dos seguros automotivos, ainda deverá pagar anualmente pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre.

Ou seja, é obrigatório pagar seguro DPVAT para ficar com os documentos do carro em dia.

Quais são as coberturas do seguro DPVAT?

Seguro DPVAT quais são
Fonte: Pixabay

O DPVAT existe para amparar a todos os cidadãos brasileiros vítimas de acidente de trânsito dentro do território nacional, resultando em morte, invalidez permanente ou gastos com hospitais e médicos. Confira!

Morte

De acordo com a Lei 6.194/1974, que criou o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, as famílias de vítimas fatais de acidentes de trânsito podem requerer o benefício.

Em caso de morte, a indenização do DPVAT é no valor de R$ 13.500.

Invalidez permanente

A indenização por invalidez permanente total ou parcial não tem um valor fixo, mas pode variar entre R$ 135 e R$ 13.500, a depender da gravidade de cada caso.

Despesas médicas e hospitalares

Seguro DPVAT despesas
Fonte: Pixabay

Os cidadãos brasileiros vítimas de acidentes com veículos automotores em via terrestre podem requerer o seguro DPVAT para custear gastos por assistência médica e suplementar.

Nesse caso, a indenização pode alcançar o valor de R$ 2.700.

Como acionar o seguro DPVAT?

Está na dúvida sobre como solicitar o seguro DPVAT? O primeiro passo é reunir toda a documentação necessária para fazer a solicitação.

Confira o passo a passo para requerer a indenização!

Receba as melhores dicas de seguro auto diretamente no seu e-mail
Seu nome
Obrigado! Em breve você receberá as melhor dicas no seu e-mail.

Quais documentos são exigidos para solicitar o seguro?

Os documentos necessários para acionar o seguro vão depender do tipo de cobertura desejada e do tipo de veículo envolvido no acidente: motos e carros têm documentos obrigatórios diferentes.

Em geral, são exigidos documentos pessoais, como RG, CNH e CPF, além de comprovante ou declaração de residência da vítima.

Também é preciso apresentar um ato declaratório do acidente e prontuário do primeiro atendimento médico recebido.

A vítima ou seus responsáveis também devem anexar todos os documentos médicos possíveis à solicitação, bem como seus dados bancários.

Se o automóvel envolvido no acidente não for de propriedade da vítima, é preciso providenciar uma declaração do dono do veículo.

Você pode conferir a documentação completa para cada tipo de cobertura diretamente no site da Seguradora Líder.

Onde dar entrada no DPVAT?

Seguro DPVAT onde dar entrada
Fonte: Pixabay

Os documentos devem ser apresentados em um dos pontos de atendimento ou pelo telefone (4020-1596, para capitais e regiões metropolitanas, e 0800 022 12 04, para as demais regiões).

Atualmente, também é possível acionar o seguro diretamente pelo app do seguro DPVAT.

Qual é o valor do seguro DPVAT?

O DPVAT é um dos poucos impostos brasileiros que têm sido reduzidos nos últimos anos. Desde 2016, o valor cobrado tem caído anualmente. 

Mas, afinal de contas, quanto custa o seguro DPVAT em 2020? O valor está fixado em R$ 16,21, mas ainda é cedo para saber quanto será cobrado no próximo ano.

Como pagar o seguro DPVAT?

Seguro DPVAT como pagar
Fonte: Pixabay

O DPVAT é cobrado no começo do ano, junto a outros tributos relativos ao veículo, como IPVA e taxa de licenciamento.

Para efetuar o pagamento do seguro DPVAT, basta quitar a primeira parcela ou a cota única do IPVA, respeitando os calendários de cada unidade da Federação.

O boleto pode ser gerado diretamente no site da Seguradora Líder ou do Detran, a depender do estado, e o pagamento pode ser feito em qualquer casa lotérica ou banco.

Para verificar se o DPVAT foi pago, basta conferir a situação do veículo no próprio site do DPVAT ou do Detran, a partir de placa, RENAVAM e/ou chassi do carro.

Como receber indenização do seguro?

Um dos principais fatores do seguro obrigatório é o fato de que a vítima ou seu representante legal não precisa acionar a ajuda de terceiros, como corretores ou advogados, para requerer a indenização.

Basta reunir toda a documentação exigida e entregar em um dos pontos de atendimento ou nas agências dos Correios.

Os pedidos devem ser feito no prazo máximo de três anos após o sinistro.

Quem pode receber o seguro?

Todos os cidadãos brasileiros que tenham sido vítimas de acidente de trânsito dentro do território nacional, cujo resultado foi morte, invalidez permanente (parcial ou total) ou gastos médicos podem requerer a indenização.

Quanto tempo leva para receber o DPVAT?

Seguro DPVAT quanto tempo
Fonte: Pixabay

Se você já entregou toda a documentação exigida, sem pendências ou irregularidades, o prazo para pagamento da indenização é de 30 dias

Você pode fazer o acompanhamento do seguro DPVAT com o número do sinistro e o CPF do beneficiário ou seu representante, no site da Seguradora Líder ou pelo app do seguro.

Como renovar o seguro DPVAT?

A quitação do DPVAT é um dos requisitos obrigatórios para emissão do licenciamento anual de todos os veículos brasileiros. Ou seja, sem DPVAT, sem Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV).

A boa notícia é que renovar o DPVAT é muito simples: basta efetuar o pagamento regularmente, todos os anos, junto à primeira parcela ou cota única relativa ao IPVA.

IPVA e seguro DPVAT é a mesma coisa?

Muitas pessoas ficam na dúvida sobre as muitas taxas que deve pagar anualmente para manter a documentação do veículo em dia. Afinal de contas, IPVA e seguro DPVAT é a mesma coisa?

Definitivamente, não!

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores, o famoso IPVA, é um tributo, um imposto de valor fixo, referente à propriedade do veículo.

O DPVAT, por sua vez, é um seguro obrigatório para amparar todos os cidadãos brasileiros em caso de acidente de trânsito com vítima dentro do território nacional.

O que o seguro DPVAT não cobre?

Seguro DPVAT o que o seguro
Fonte: Pixabay

A esta altura, você já sabe que o DPVAT é um seguro destinado a indenizar vítimas que sofreram danos pessoais em decorrência de acidente de trânsito, como morte e invalidez.

Isso quer dizer que é impossível requerer a indenização do DPVAT por danos materiais e acidentes sem vítimas

Na lista de exclusões estão eventos como roubo e furto, incêndio, multas, acidentes fora do Brasil ou com veículos estrangeiros dentro do território nacional, entre outros.

Além disso, é importante acentuar que o DPVAT é voltado para acidentes de trânsito com veículos automotores — ou seja, não cobre danos causados por bicicletas, patinetes e skates, por exemplo, já que esses veículos não têm motor.

Para garantir a proteção estendida, com cobertura para os mais variados sinistros, o ideal é contratar um seguro automotivo convencional.

Qual é a diferença entre o seguro DPVAT e o seguro de carro?

A grande diferença entre o DPVAT e o seguro de carro tradicional está relacionada à indenização.

O DPVAT pode ser acionado por qualquer pessoa que tenha sido vítima de um acidente de trânsito, não importa quem seja o culpado pelo sinistro. Além disso, sua indenização é limitada a danos pessoais.

Já o seguro automotivo tradicional, por sua vez, deve ser contratado à parte para cobrir eventuais gastos relacionados ao veículo, como colisões, roubo e furto, incêndio, entre outros.

Diferentemente do DPVAT, que tem indenização máxima no valor de R$ 13.500, os seguros convencionais não são obrigatórios e oferecem indenização por perda total.

Nesse caso, o valor é baseado na tabela FIPE, a partir da marca, modelo e ano de fabricação do veículo, e deve ser pago se os danos de um sinistro superam 75% do valor do carro.

A vantagem é que um seguro não anula o outro, e você poderá solicitar a indenização do DPVAT mesmo que também receba a indenização de seu seguro de carro.

Você pode saber tudo sobre como contratar um seguro em nosso site, para escolher o plano e a seguradora mais adequados à sua necessidade e seu perfil.

Garanta a proteção do seu carro com desconto!

Muitas vezes, o seguro DPVAT não é o suficiente para cobrir todas as despesas decorrentes de um acidente de trânsito com vítima. Para garantir indenização em diversos cenários, o mais indicado é a contratação de um bom seguro de carro.

A boa notícia é que você pode fazer a cotação de seguro auto barato sem sair de casa, pela internet, com o auxílio de quem entende muito bem do assunto: a Smove!

Basta visitar o nosso site para fazer uma cotação de seguro de carro com desconto e contratar um plano com as coberturas que você precisa, baseado em seu perfil de motorista e seus hábitos de direção.

Você só precisa preencher um simples formulário e esperar pelo contato de um dos nossos profissionais especializados em seguros automotivos, com nossas propostas customizadas.

Assim, você pode garantir indenização em situações não cobertas pelo DPVAT, como incêndio, danos materiais, danos causados por fenômenos naturais, roubo e furto e danos a terceiros, entre outros.

Nossos clientes poderão receber auxílio dos nossos especialistas em qualquer etapa do processo para contratar o melhor seguro para a sua necessidade e o seu bolso, sem burocracias desnecessárias e com eficiência.

Não perca tempo e comece a proteger o seu carro hoje mesmo com a Smove!


Leia também:

Faça sua cotação agora e mantenha seu veículo protegido!
Insira seu nome e sobrenome
Insira um e-mail válido
Insira um telefone válido
Segue a gente instagram youtube facebook
Categorias